5 SEGUNDOS DE PUNIÇÃO

Creio que não existe um pai que já não tenha colocado o filho de castigo por alguns minutos, algumas horas ou até mesmo por alguns dias, dependendo, é claro, do que o filho tenha feito. Mas colocar o filho de castigo por 5 segundos aí seria demais, não é mesmo? Imagina um pai falando para o filho: “O que você fez foi muito feio. Então senta aí no sofá e fique de castigo por 5 segundos.”. Hilário! Nenhum pai faria isso. Ou faria?

Mas acredite! Um castigo de 5 segundos foi aplicado a um marmanjo. Estou me referindo a penalidade aplicada ao corredor tricampeão Lewis Hamilton no GP do Bahrain desse ano, porque quando ele precisou parar no box e diminuiu a marcha do carro mais do que deveria só para atrapalhar e prejudicar o outro corredor que vinha atrás. Que coisa feia! Pode isso Arnaldo, perguntaria o pitoresco Galvão Bueno se fosse uma infração num jogo de futebol.

Quando vi o noticiário esportivo falando sobre essa penalidade aplicada ao Lewis Hamilton, pensei: Uma penalidade de 5 segundos não é nada. Mas depois considerei que em se tratando de uma corrida onde a velocidade dos carros chega e por vezes ultrapassa os 300 km/h, 5 segundos é uma eternidade e pode comprometer o pódio, como comprometeu.

Punições existem e devem ser aplicadas. E se elas fossem bem aplicadas, sem exagero, desde o ambiente familiar quando os filhos são pequenos, muita coisa seria diferente no ambiente social. Verdade também que se as punições adequadas e justas fossem bem aplicadas no contexto da social para aqueles que infligem as leis, muita coisa também seria diferente. Haveria mais receio de fazer o que é errado com medo da punição a ser aplicada.

Hoje no Brasil existem inúmeras operações policiais sendo realizadas. Tem muita gente boa, isso se considerarmos, equivocadamente, que gente boa é aquela que mora em um apartamento de luxo na zona sul porque possui uma boa renda e também uma boa projeção social. O fato é que tem muita gente “boa” que não vale nada. Mas deixa isso para lá! Agora pense e responda: Quanto tempo de cadeia uma pessoa acusada e condenada por uma das mais importantes operações realizadas no Brasil hoje, a Operação Lava Jato, com provas embasadas, deveria pegar de cadeia: 5 segundos? 5 horas? Cinco anos? Cinquenta anos? Quinhentos anos?

O chamado crime de colarinho branco não é coisa simples. É coisa séria e na minha opinião quem pratica esse tipo de crime, seja quem for, não pode ir para cadeia hoje e sair amanhã. Não pode receber uma punição de um final de semana e nem mesmo de alguns meses. Isso porque o ladrão de colarinho branco é igual ou pior do que um traficante. A única diferença é que ele mata sem apertar o gatilho. O criminoso de colarinho branco mata tirando a merenda escolar das crianças. Mata tirando os recursos da saúde. Mata tirando os recursos da segurança. Mata roubando o tempo do trabalhador no transporte público. Mata emprestando dinheiro para que os traficantes comprem suas armas. Mata facilitando a entrada de drogas no país.

O criminoso do colarinho branco é o pior dos bandidos e merece a maior de todas as penas. Até porque, em geral, todo criminoso de colarinho branco é um cara bem-sucedido. É isso o que dá mais raiva! Por que roubar tanto, se já tem tanto? Na verdade, ninguém deveria roubar, tendo muito ou pouco. Honestidade cabe em todo lugar e em todas as camadas sociais. Mas era de se esperar que a aquele que conseguiu alcançar posições privilegiadas não usasse de artifícios criminosos para ter mais.

A punição de 5 segundos dada para o Lewis Hamilton fez toda a diferença no GP do Bahrain. A punição a ser dada para todos os criminosos do colarinho branco, seja da Operação Lava Jato, Operação Zelotes, Operação Acrônimo, e tantas outras, também precisa fazer toda a diferença. Como dizem os juristas: “precisa ser exemplar!”

São tantas “operações” que é difícil saber como o paciente, nesse caso a nação brasileira, vai sair dessa. Vai sobreviver! Eu creio! Tenho essa esperança! Mas as marcas infelizmente vão ficar por muito tempo na vida de milhares de pessoas que perderam entes queridos, perderam a saúde, o emprego, a empresa, a casa, o carro. Mas como alguns dizem: “brasileiro não desiste nunca.”. Espero sinceramente que todos nós brasileiros não desistamos de sonhar com um país melhor, mais justo, mais igual e menos, muito menos corrupto. Um país onde os corruptos possam ir verdadeiramente para a cadeia.

Valeu a punição para o Lewis Hamilton? Valeu! Então, com as devidas proporções, que também valha a pena a punição da justiça para todos os corruptores e corruptos do nosso país. Mesmo que para isso seja preciso construir mais cadeias para que todos possam ficar lá, junto com todos os demais presos; não por cinco segundos, mas por muito, muito, muito tempo. Isso para que que aqueles que no futuro tentarem um caminho alternativo no que diz respeito ao descumprimento das leis do país, saibam muito bem que “o crime não compensa”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O COMPLEXO DO SER HUMANO: SER HUMANO

EU E O OUTRO

AS PÉROLAS DA VIDA!